06
Abr 10

 

Ontem, em conversa com a sister e uma amiga, a S., surgiu uma questão bastante pertinente: até que ponto a população portuguesa conhece o interior do seu próprio país? A conclusão a que chegamos é que ainda há muita boa gentinha que pensa que, no seu próprio país, nomeadamente nas cidades do interior (Bragança, é um bom exemplo!!), as pessoas ainda se deslocam de carro de bois e que alcatrão nas estradas ainda é uma utopia. Isto para não falar que a gentinha do litoral põe em questão a cultura e a sabedoria da população destas cidades.

Apesar de, ao longo de largos anos, termos vindo a ser constantemente esquecidos pelos "donos" do país (os chefes de estado, entenda-se!), a verdade é que até nos temos safado bem. Senão veja-se:

- a nível de qualidade de vida, não há comparação possível, já que temos todos os bens essenciais e mais alguns a poucos minutos das nossas casas;

- a nível financeiro, um salário mínimo, que na capital portuguesa serve apenas para pagar a renda de casa, aqui serve para este fim e ainda sobra algum para viver com o mínimo de decência;

- a nível cultural, para além dos museus e do património histórico, temos um teatro considerado dos mais bem apetrechados de Portugal;

- a nível social, as pessoas não são bichos-do-monte que nem sequer conseguem falar e estabelecer relações interpessoais, onde a escolaridade mínima é o infantário e as nossas roupas são manufacturadas.

 

Agora eu pergunto: mas afinal de quem é a culpa de tamanha ignorância?

Dos media, porque as notícias que passam nos canais nacionais são sobre os meios rurais e colocam sempre a senhora mais "tipicamente" vestida à transmontana a falar enquanto os burros e o gado passeiam, o que cria a imagem de que, de facto, em Trás-os-Montes só há "disto"?

Das pessoas do nosso país que, desconhecendo a nossa região, falam mais do que deviam, já que deixam transparecer a própria ignorância e até lhes fica mal denegrirem a imagem do nosso país sem conhecer as diversas realidades?

Ou das pessoas que, nascidas e criadas na região, quando decidem fazer vida em cidades maiores, para não passarem por "parolos", limitam-se a acenar com a cabeça quando alguém critica a nossa cidade e, quando regressam à terra natal, são os primeiros a falar mal do que conheceram e viveram durante anos?

Sinceramente, acho que a culpa não tem um, mas vários culpados, sendo que o topo está ocupado pela gentinha de mentalidade medíocre que não tem capacidade de abrir horizontes!


24
Mar 10

Já toda a gente sabe que os serviços públicos deixam bastante a desejar no que diz respeito ao atendimento e apoio que prestam aos cidadãos. Ou pelo menos a alguns...

Ontem assisti a uma cena lamentável num departamento das finanças cá do Nordeste.

Enquanto estávamos cerca de cinco pessoas para ser atendidas (visto que, apesar de existirem cinco balcões, apenas um estava em funcionamento), entrou um senhor conhecido (um VIP regional, ou coisa parecida). Este VIP nem sequer se aproximou da fila onde as restantes pessoas aguardavam a vez para ser atendidas, começando a atrair a atenção de algum funcionário conhecido que estava na zona das secretárias que, assim que viu o senhor VIP, o mandou entrar.

Como se não bastasse a falta de consideração por parte dos funcionários deste departamento em não fazer o atendimento como lhes é devido, já que estavam em horário de "ATENDIMENTO AO PÚBLICO quando há tantas pessoas na fila de espera, ainda têm a falta de consideração e de respeito em atender alguém que acabou de chegar só porque é conhecido na terra.

Esta acção valeu-lhes uma reclamação que, apesar da intenção ser óptima, já que visa alertar para as lacunas de um serviço, a verdade é que, tal como tem vindo a acontecer, a situação não vai alterar porque simplesmente ninguém faz nada para que isso aconteça!!

publicado por LC às 16:49

15
Fev 10

Resposta ao email recebido "agorinha" mesmo, intitulado "O Senhor dos Anéis, o Verdadeiro", com algumas fotos impressionantes de piercings em zonas do corpo menos expostas no Inverno e quando há o mínimo de decência:

Cada um dá a utilidade que bem entende a certas partes do corpo. Até mesmo como cabide...

http://blogdamafia.files.wordpress.com/2009/10/piercing.jpg

 

publicado por LC às 15:33
sinto-me: irónica

Aproveito que o Mala de Viagem está em destaque nos Blogs do Sapo (e as probabilidades deste post ser lido são muito maiores!!), para divulgar um email que recebi sobre a falta de reservas de sangue do Instituto do Sangue, apelando a todas as pessoas para a doação de sangue. Passo a citar o email:

 

"Certamente já devem ter ouvido falar da recente falta de sangue em Portugal:
as reservas de sangue existentes não chegam para três dias.
Como dador regular de sangue, gostaria de vos pedir apenas que tentassem convencer uma pessoa a doar sangue.
Eu dou 3/4 vezes por ano e nunca tive nenhum problema.
Obrigado pelo vosso tempo.
Mais informações aqui:
http://www.ipsangue.org/maxcontent-documento-309.html
http://publico.pt/Sociedade/instituto-do-sangue-apela-a-doacao-urgente-devido-a-falta-de-reservas_1422534"


Fica o apelo.

publicado por LC às 14:15
sinto-me: solidária

14
Jan 10

Provavelmente a maior parte de vocês já conhece a história que se segue, mas acho que é importante destacar sempre que possível atitudes, comportamentos e/ou acções que revelam bom senso e que de facto a nossa sociedade está a evoluir a grande velocidade. Sendo assim, aqui vai:

 

A situação que se segue aconteceu num voo da British Airways entre Johannesburgo e Londres.


 Uma mulher (branca), de aproximadamente 50 anos, chegou ao seu lugar em classe económica e viu que estava ao lado de um passageiro negro. Visivelmente perturbada, chamou a comissária de bordo.


'Algum problema, minha senhora?' - perguntou a comissária.
 'Não vê?' - respondeu a senhora - 'vocês colocaram-me ao lado de um negro. Não posso ficar aqui. Tem de me arranjar outro lugar.'
 'Por favor, acalme-se!' - disse a hospedeira - 'Infelizmente, todos os lugares estão ocupados. Porém, vou ver se ainda temos algum disponível'.


A comissária afasta-se e volta alguns minutos depois.


 'Senhora, como eu disse, não há nenhum outro lugar livre em classe económica. Falei com o comandante e ele confirmou que não temos mais nenhum lugar em classe económica. Temos apenas um lugar em primeira classe'.

E antes que a mulher fizesse algum comentário, a comissária continua:

'Veja, é incomum que a nossa companhia permita que um passageiro da classe económica se sente na primeira classe. Porém, tendo em vista as circunstâncias, o comandante pensa que seria escandaloso obrigar um passageiro a viajar ao lado de uma pessoa desagradável'.


E, dirigindo-se ao senhor negro, a comissária prosseguiu:
'Portanto, senhor, caso queira, por favor pegue na sua bagagem de mão, pois reservamos para si um lugar em primeira classe...'


TODOS os passageiros que, estupefactos assistiam à cena, começaram a
aplaudir, alguns de pé.
 

O email que recebi com esta história termina com uma grande frase de um grande impulsionador da luta contra o Racismo:


 'O que me preocupa, não é o grito dos maus. É o silêncio dos bons.'  Martin Luther King

publicado por LC às 17:43
sinto-me: cívica

14
Dez 09

Na passada sexta-feira, foi-me reencaminhado um e-mail para dar informações. Ora bem, a sensação com que fiquei (até diria mesmo certeza!!) é que a remetente de tal comunicado é um estereótipo de "Moranga com Açúcar"!! Isto porque a sujeita começa por saudar com "Boas!!", continua com "eu tho o.... ano!!!" e acaba com um "obrigado"!!!

Eu entendo que a inteligência não é algo que se adquire numa loja dos chineses, já que deve ser estimulada, o que dá imensooooooo trabalho!! Mas enviar um e-mail para uma instituição a pedir informações e fazê-lo como se fosse um big friend que está a teclar com a dita cuja no Messenger ou a quem envia um sms, não é simplesmente burrice. É mesmo falta de educação! 

Onde irão parar estes jovens!

 

P.S. - É um facto: o Lago dos Cisnes superou as minhas expectativas! Não há palavras para descrever!! Simplesmente perfeito!!

publicado por LC às 15:15
sinto-me:

Julho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
24
25
26

27
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO